Apresentador Alan Alves Faz Cirurgia De Apendicite e Para De Gravar

O Apresentador Alan Alves da equipe de comunicação internacional Rg 71 De rádio e TV passou por uma cirurgia de apendicite no dia 05/01/2012 e precisou parar de gravar por um tempo, como ele possuía 68% da apresentação dos programas da rádio, a equipe resolveu parar a transmissão da rádio via internet, por um tempo.







O apresentador falou que a 2 semanas sentia fortes dores na barriga mas, não estranhava que fosse apendicite.
O apresentador contou ainda que ficou duas semanas de dietas 1 em casa quando sentia as dores e outra no hospital aonde ficou de dieta geral.


O apresentador foi ao posto 1 vez aonde seu médico liberou e falou que era "verme", mas as dores continuarão, e ele foi novamente só que dessa a vez a urgência aonde foi encaminhado para fazer ultrassonografia e exame de sangue.


O médico liberou novamente e disse que era apenas "infecção intestinal" daí o caso só piorou !
Depois de liberado na casa de um colega o apresentador afirmou ter sentido uma forte explosão na barriga, na qual não podia nem caminhar.


Novamente na urgência o apresentador foi encaminhado para fazer uma ultrassonografia um exame de sangue e urina.
No qual o da Urina ele não chegou a fazer pois não conseguia urinar.
aí sim com muitas dores foi confirmado apendicite complicada, aonde os médicos informarão o intestino estar cheio de puz.


O Apresentador passou uma semana internado, e agora já de alta aguarda melhoras em casa.


Fonte: Portal Rg 71

O QUE É APENDICITE ?


O apêndice é um pequeno tubo localizadono lado inferior direito do abdómen, e fica no ponto em que o intestino delgado se liga ao colón. Este tem funções imunológicas, e por norma, não causa problemas. Quando aparece um quadro clinico de apendicite, deriva de uma inflamação e consequente aumento de volume, em que o apêndice se enche de pus.

A apendicite pode ocorrer em qualquer idade mas, é mais comum entre os 10 e os 30 anos.

Sintomas:
Normalmente surge uma sensação de mal estar geral, e dor perto do umbigo. É uma dor que se intensifica de forma rápida, podendo surgir febre, rigidez abdominal, perda de apetite, náuseas, obstipação, vótmitos ou diarreia.

Diagnóstico: Ao fazer pressão sobre o abdómen o médico consegue sentir a rigidez característica desta patologia. Nas análises sanguíneas, poderá acusar elevado nº de glóbulos brancos, que é um indicio comum de qualquer infecção. De qualquer modo, não existe um exame especifico para o problema, mas numa ecografia geral poder-se-á detectar através do volume do apêndice. Depois da ecografia, poderá ser pedida uma laparoscopia, principalmente nas mulheres, pois muitas vezes os sintomas são confundidos com distúrbios de origem ginecológica.

Tratamento:
O único tratamento possível para apendicite aguda, será a intervenção cirúrgica para a remoção do apêndice. É uma operação de urgência, pois o apêndice pode rebentar e causar uma infecção grave do revestimento interior abdominal. Esta operação normalmente é simples, apenas uma hora, e de rápida recuperação.

Fonte: 


Anterior Proxima Inicio